Prótese de Panturrilha

Prótese de Panturrilha



Sobre Prótese de Panturrilha

A panturrilha é a parte do corpo responsável pela beleza da perna, contribuindo para harmonia corporal.

Infelizmente, algumas pessoas não conseguem aumentar a massa muscular dessa região do corpo, mesmo praticando diariamente exercícios ou musculação. Homens, principalmente os adeptos a musculação desenvolvem os membros superiores bem mais rápido que os inferiores dando uma desproporcionalidade entre as partes do corpo. Já as mulheres que tem pernas finas sentem-se constrangidas quando usam vestidos, saias e biquínis.

O procedimento tem o objetivo aumentar o tamanho e valorizar o formato das panturrilhas, além de atender uma demanda estética, também pode ser utilizada para reparar seqüelas de fraturas ou poliomielite.

Na sua avaliação o seu cirurgião irá esclarecer todas as suas dúvidas a respeito da cirurgia, definindo o tamanho de prótese que melhor se adéqüe ao seu corpo.


Tipo de anestesias

Normalmente peridural ou geral.


Tempo de duração

60 a 90 minutos.


Período de internação

Geralmente 24 horas.


Evolução pós-operatória

  • Um pouco de dor nas primeiras 48 horas, porém controlada com anti-inflamatórios e analgésicos;
  • Evitar andar muito e subir escadas;
  • Uso de meia elástica até o joelho por 14 dias;
  • Retorno atividades habituais em 15 dias;

Cicatriz

Normalmente fica de bom aspecto, se localizando na dobra atrás do joelho ( região poplítea).


Recomendações pré-operatórias

  • Comunicar-se conosco antes da cirurgia, em caso de gripe, febre, indisposição, etc;
  • Evitar uso medicações que contenham Ácido Acetil Salicílico (AAS®, Bufferin®, Aspirina®, etc), Vitamina E ou que contenham Ginkgo biloba por até 14 dias antes da cirurgia. No caso de dor, Dipirona e Paracetamol podem ser usados;
  • Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também os diuréticos;
  • Evitar fumar por, ao menos, 21 dias antes da cirurgia;
  • Evite tomar ou usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia;
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito lautas na véspera da cirurgia;
  • A menstruação não é impedimento à sua cirurgia, mas de preferência programe-a para fora do período menstrual;
  • Programar suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de 2 a 3 semanas;
  • Guardar em casa objetos pessoais como jóias e bijuterias;
  • Não se esqueça de levar para a clínica ou hospital os seus exames pré-operatórios e meia elástica recomendada pelo cirurgião;
  • Internar-se no hospital indicado, obedecendo ao horário de internação, com jejum de 8 horas e acompanhado;
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas, que não precisem ser colocadas pela cabeça, pois serão usadas por ocasião da alta;
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal;
  • Não use cremes ou maquiagem e deixe pelo menos uma unha sem esmalte ou base;
  • Chegue ao hospital com cabelos secos;

Recomendações pós-operatórias

  • Obedecer rigorosamente à prescrição médica;
  • Voltar ao consultório para os curativos subseqüentes, nos dias e horários estipulados;
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem, a ponto de esquecer-se que foi operada recentemente. Cuidado! A euforia poderá levá-la a um esforço inoportuno, o que determinará certos transtornos;
  • Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases. Tire conosco quaisquer dúvidas;
  • Qualquer alteração durante a evolução pós-operatória (como vermelhidão na área operada, dor que não melhora ou que piora,etc.) deve ser comunicado imediatamente ao Cirurgião;
  • As pequenas caminhadas são muito importantes já no dia seguinte a cirurgia, assim como recomendamos a movimentação e massagem dos membros inferiores e pés logo após a cirurgia, para prevenir possíveis casos de trombose;
  • Ingerir líquidos constantemente;
  • Alimentação normal (salvo em casos especiais);
  • Aguarde para fazer sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação desta conduta por conta própria, poderá determinar conseqüências difíceis a serem sanadas;
  • Não trocar ou manipular os curativos, mesmo que haja um pequeno sangramento (que é normal e não deve assustá-lo(a)). Todas as trocas de curativos deverão ser feitas pela equipe cirúrgica ou orientadas por ela;
  • Evitar andar demasiadamente e subir escadas por 21 dias;
  • Não dirigir por um período de 21 a 30 dias, dependendo da extensão de cada caso;
  • Uso de meias elásticas por 45 dias;